Orientações   Contatos e Cadastro

           CLAREAMENTO  DENTAL

   
                                                                                                                                                                                                                   

 O casamento esta se aproximando,um encontro importante de negócio ou simplesmente deseja melhorar sua apresentação à partir de um sorriso mais branco. Seja qual for o motivo, dentes mais claros e bonitos não são exclusividades de artistas de cinema e televisão.Hoje, há uma maior exigência pela aparência física e neste sentido o sorriso de uma pessoa é o cartão de visita, desempenhando uma influência marcante. Consciente disso, a odontologia vem desenvolvendo e aprimorando técnicas com o objetivo de proporcionar as pessoas recursos para satisfazer suas expectativas estéticas. Uma destas, o clareamento dentário, é hoje um dos mais populares e exitosos tratamentos estéticos da odontologia. Mesmo assim, essa técnica de clareamento, provavelmente por ser relativamente recente, ainda desperta muitas dúvidas, tanto por parte dos pacientes como também por parte de alguns profissionais. Tentarei neste artigo esclarecer alguns pontos a partir de questionamentos feitos comumente em minha clínica.

 

Todas as pessoas podem ter seus dentes mais claros?

Sim . Todas as pessoas podem clarear seus dentes, porém as técnicas usadas irão variar de acordo com os fatores pertinentes a situação, tais como o motivo do escurecimento dentário, a expectativa do paciente e o tempo. É importante antes de qualquer coisa que o paciente responda para si próprio uma pergunta: "Estou feliz com a cor de meus dentes?". A partir de uma resposta negativa, cabe ao cirurgião-dentista oferecer opções para satisfazer os anseios desta pessoa. Basicamente, para melhorarmos a cor de um ou mais dentes podemos lançar mão de uma ou mais técnicas ,tais como o clareamento feito no consultório, o clareamento feito fora do consultório, às facetas de resina ou porcelana e as próteses. À opção pelo tipo de técnica a ser empregada partirá do cirurgião-dentista a partir de um minucioso exame clínico.

                                                          

Como ocorre o clareamento dentário ?

Como as moléculas das substâncias clareadoras são de um baixo peso molecular, elas possuem a capacidade de penetrar na intimidade da estrutura dentária. Apesar de não estar ainda completamente  entendido o processo de clareamento, supõem-se que este se de por uma oxidação( liberação de oxigênio) , que por sua vez "quebram" as moléculas dos pigmentos causadores de manchas. Devido a esta ação, não há desgaste e nem o enfraquecimento da estrutura dentária.

 

Como é realizado o clareamento dentário fora do consultório?

O cirurgião-dentista ao verificar, a partir de um detalhado exame clínico, a possibilidade de poder melhorar a cor dos dentes de um paciente através da técnica de clareamento, executa moldagens das arcadas dentárias para a confecção de placas (moldeiras) de clareamento. O cirurgião-dentista então entrega as placas e o kit clareador ao paciente junto com as orientações de uso. Usualmente, o paciente deverá colocar um pouco do gel clareador na(s) moldeira(s), levar à boca e deixar em contato pelo menos 06 horas diárias. Normalmente o tratamento demora de 02 a 06 semanas para alcançar o melhor resultado estético. É recomendada, também, visita semanal ao consultório para acompanhamento do processo clareador.

              

Para quais situações está indicado o uso da técnica de clareamento dentário?

No consultório, utilizamos agentes com altas concentrações indicados para clarear dentes escurecidos por necrose pulpar, tratamento de canal ou traumas, e para pacientes que desejam maior rapidez no tratamento. Certos pacientes que são mais impacientes e aqueles que não suportam o uso de placas clareadoras podem optar pelo sistema clareador feito imediatamente no consultório pelo cirurgião dentista. Já aquelas pessoas que não se incomodam com tais situações podem optar pelo sistema clareador realizado em casa, o qual é mais lento mas providencia os mesmos resultados.

Em casa, o paciente utiliza agentes com baixas concentrações indicados para clarear dentes vitalizados com escurecimento não muito intenso. Pesquisas têm mostrado que o clareamento caseiro é mais efetivo em dentes que possuam uma coloração levemente amarelada, alaranjada ou marrom, tais como aqueles escurecidos pelo tempo. Dentes com manchamento por tetraciclina e/ou com tons cinza, azul, ou marrom escuro não respondem tão bem, embora algum clareamento possa ser obtido.

 

Posso fazer sozinho ou preciso ir ao dentista?

Nenhum tratamento clareador deve ser utilizado antes de um completo exame dos dentes envolvidos, incluindo radiografias, quando indicado; e um acurado diagnóstico estabelecido a respeito da etiologia do escurecimento. Isto só pode ser adequadamente feito por um profissional odontológico. Uma pessoa leiga pode recorrer ao clareamento dentário quando, de fato, esta técnica possa estar totalmente desaconselhada.  Por exemplo, pessoas leigas podem, ao se olharem no espelho, simplesmente notar descolorações escuras entre seus dentes, não prevendo que possam ser cáries não diagnosticadas ou talvez restaurações defeituosas.

 

                                                                       

O clareamento altera a cor das restaurações já existentes?

Não. Portanto o paciente deve estar consciente que, após o tratamento clareador, talvez tenha que trocar ou retocar as restaurações antigas: uma vez que as restaurações não sofrem à ação dos clareadores, parecerão mais escuras frentes aos dentes clareados, causando desarmonia estética. Baseado nisso, recomenda-se sempre antes da troca ou realização de reabilitações estéticas, que o clareamento dentário deva ser executado primeiramente.

 

Os produtos usados no clareamento são seguros à saúde geral ?

Sim. Como outros produtos e medicamentos usados na medicina e odontologia, se usados corretamente e sob orientação profissional, os produtos de clareamento não promovem nenhum prejuízo à saúde geral do paciente. Um fator muito importante é verificar a procedência deste kit clareador, sendo recomendado apenas o uso de produtos de provada eficácia e segurança, e aprovado por entidades que regulamentam seu emprego, tais como FDA ( Food and Drug Administration), a ADA ( American Dental Association) e a ABO ( Associação Brasileira de Odontologia)

 

Posso fazer o clareamento em qualquer idade?

Sim. Não há contra-indicação específica quanto à idade. A partir dos 10 anos, é aceitável.

 

Durante o clareamento, o que é recomendado e não recomendável fazer?

É recomendável fazer:

1. Seguir as instruções do dentista

2. Retirar o dispositivo de clareamento pelo menos 01 hora antes das refeições e reiniciar 01 hora após.

3. Diariamente observar os dentes no espelho, monitorando o progresso do clareamento.

4. Guardar o dispositivo, para o caso de necessitar de manutenção.

 

Não é recomendável  fazer:

1.      Fumar durante o tratamento.

2.      Tomar café, chá, sucos muito ácidos e refrigerantes como Coca-Cola em excesso.

3.      Emprestar o produto para outras pessoas.

 

O dente clareado pode escurecer novamente?

Sim. Mas nunca como era antes. Após 01 a 02 anos pode haver a necessidade de uma manutenção, que é feita em 02 ou 03 noites. A necessidade de manutenção variará a partir dos hábitos do paciente. Por exemplo, pessoas fumantes e de grande consumo de substâncias pigmentadoras (café, chá e/ou chimarrão) poderão necessitar mais cedo de uma manutenção.

 

 Quais as contra-indicações do clareamento doméstico?

Na verdade não existem contra-indicações para a técnica de clareamento doméstico, porém pessoas com hipersensibilidade dentária, tais como aquelas que possuem retração gengival, podem, durante o tratamento, acusar um desconforto a trocas térmicas e a ingestão de substâncias doces e/ou ácidas. Nestes casos, o mais indicado seria a suspensão imediata do tratamento e a consulta ao dentista responsável. Normalmente, uma interrupção temporária do tratamento associada a aplicações de flúor promove a eliminação da sintomatologia dolorosa, permitindo, tão logo, o reinicio do tratamento. Na bibliografia cientifica, se recomenda evitar, apenas por precaução, o tratamento em gestantes, lactantes e pessoas com lesões orais importantes.

          

    Sérgio Luiz Scarpini C.D.

  Especialista em Dentística Restauradora  

 

 ______________________________________________________________________________________________________________________________

                                       Consultório : Rua 24 de Outubro 435 conjunto 309 - Moinhos de Vento - Porto Alegre- RS- Brasil

                                                                        Fones: 51 3222 7525 / 3023 7525